30 de agosto de 2011

A era dos chicletes saudáveis


A nova geração de gomas de mascar sem açúcar é capaz de proteger os dentes, prevenindo cáries. Quer mais? Um estudo sugere que elas podem até ajudar o intestino a trabalhar direito




Estômago em perigo?
Gomas de mascar estimulam a produção de suco gástrico. “É como se o corpo entendesse que está vindo matéria-prima e ligasse a linha de produção”, diz o gastro Sérgio Domingues, da Universidade Federal de São Paulo. O problema é que algumas pessoas fabricam essa substância em excesso, tornando-se vítimas de queimação. Por isso, indivíduos com gastrite precisam maneirar nos chicletes, que não devem ser mascados de barriga vazia. “Quem tem refluxo também precisa tomar cuidado porque alguns aromatizantes relaxam a válvula do esôfago”, diz Domingues
Defensores dos dentes
Entenda como os chicletes sem açúcar ajudam a evitar atentados ao sorriso
Depois Da refeição
Ao comermos, as bactérias se apoderam do açúcar e liberam compostos que deixam o pH da boca ácido. Os dentes passam a doar minerais ao meio bucal a fim de neutralizar o pH.
Lá vem saliva
Ao mascar um chiclete sem açúcar, aumenta-se a produção de saliva, que chega munida de minerais como cálcio e fosfato.
Escudo dental
Com esse banho de saliva, o esmalte dentário deixa de perder minerais e passa a ganhar moléculas de cálcio e fosfato, o que reforça suas defesas naturais contra as bactérias
Chicletes terapêuticos
O que os laboratórios prometem e já fazem nessa área*
Na história
O ser humano masca gomas vegetais há milhares de anos. Mas a versão industrializada do chiclete só surgiu no final do século 19 nos Estados Unidos.
Contra a impotência
A Pfizer lançou no México uma goma capaz de combater a disfunção erétil. Ainda não há previsão de chegada ao Brasil.
Antifumo
As versões com nicotina auxiliam os fumantes a largar o tabaco, uma vez que fornecem a substância viciante sem a necessidade de acender o cigarro.
Com probiótico
Cientistas japoneses desenvolveram uma opção cheia de bactérias do bem para povoar e equilibrar o intestino. Não substitui o iogurte, mas...
Por dentes brancosFrequentes nas gôndolas, os chicletes clareadores têm moléculas que, em atrito com o dente, ajudam a branqueá-lo.
Um pirulito contra o mau hálito
Desenvolvido por uma empresa israelense, ele não tem nenhuma pitada de açúcar e combate a halitose por até quatro horas. A proeza do produto é ofertar substâncias que, em contato com a língua, removem bactérias e restos de comida. Sabe-se que a saburra lingual, um amontoado de micróbios e partículas de alimentos, é uma das principais causas de mau hálito recorrente.
E quando a gente era criança nossos pais pegavam no nosso pé por mascar tanto chiclete... rsrs
Por Renata Oliveira

7 comentários:

  1. oi , que legal essa postagem ta arrazando a cada dia.
    Vou aguardar sua linda visitinha.
    Meus cantinhos:
    Blog 1= ( http://plantaodabeleza.blogspot.com/ )
    Blog 2= ( http://minhasdivaspop.blogspot.com/ )
    Blog 3= ( http://coloridas-artes.blogspot.com/ )
    /(,")\\
    ./_\\.
    _| |_................Beijosssss simara

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que interessante. Gostei de saber!
    http://lollyoliver.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Cara... chiclete saudável não existe. Desde tempos primordios crianças mastigavam chicletes e eram saudáveis. Esse politicamente correto está acabando com tudo.
    #Vivaaoschicletesnãosaudáveis

    ResponderExcluir
  4. Bastante interessante mesmo, é bom saber que coisas que antigamente faziam mal, hj em dia estão sendo melhoradas.

    =)

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei de saber essas informações ^^

    ResponderExcluir
  6. Quem diria, neh?!
    Adorei saber!
    Vou experimentar alguns chicletes para clarear os dentes!

    ;D

    ResponderExcluir